Cultura, Geral, Música Barroca, Música Sinfónica, Nikolaus Harnoncourt, nova música antiga

Nikolaus Harnoncourt, um músico que fez redescobrir a paixão pela música

 

 

 

Morreu um dos mais relevantes músicos de sempre: Nikolaus Harnoncourt.

A musica, em particular a música antiga, é outra depois de Nikolaus Harnoncourt e Gustav Leonhard terem iniciado um trabalho que mudou radicalmente todo o modo da interpretação da música antiga, recuperando práticas de execução consentâneas com a época e com as intenções dos compositores que as escreveram e também usando instrumentos de época. É uma nova abordagem que influenciou de modo decisivo toda uma nova geração de músicos e que continua a explorar vigorosamente a música anterior aos clássicos, limpando-a dos excessos românticos, mas sem a transformar em peças que se visitam com fervor museológico.

Antes pelo contrário, Harnoncourt e Leonhard mergulham nos cânones da música antiga para a trazerem até à nossa época tornando-as modernas sem trair o seu passado histórico, como Harnoncourt explica com uma impressionante clareza no seu mais conhecido dos ensaios Diálogos Musicais (não se encontra em português) e o que para ele é autenticidade, afastando-se de qualquer conceito que procura recriar de forma relojoeira a música como tinha sido tocada na época em que foi escrita. O seu objectivo era investigar as práticas de execução histórica e, sem arcaísmos, fazer reviver o seu esplendor e beleza.

Com esse objectivo, nos anos 50, funda, com a sua mulher a violinista Alice Hoffelner, o Concentus Musicus de Viena, que com o Leonhard Consort, dirigido por Gustav Leonhard, iniciam a grande revolução do que ficou conhecido por Nova Música Antiga. Empreendem o trabalho gigantesco de gravarem para a Teldec/Das Alte Werk, a integral das cantatas de Johann Sebastian Bach. A história da música nunca mais seria a mesma.

O legado de Nikolaus Harnoncourt inicia-se com a música antiga, mas nos últimos anos abrangeu épocas mais recentes, em particular Haydn, Mozart, Beethoven, sempre movido por uma enorme paixão pela música e pela sua inesgotável beleza.

 

Aos 86 anos, morre em Viena este músico que sem nunca se afastar de um extremo rigor histórico nunca deixou de investigar e aprofundar as suas concepções que nunca se cristalizaram. Comparem-se as suas gravações da Paixão de São Mateus de 1973 e de 2000. Ambas extraordinárias e originais até nas suas diferenças que bem demonstram como Nikolaus Harnoncourt nunca ficou parado no tempo sem nunca se desviar nos princípios nucleares que orientaram de forma extremamente lúcida a sua paixão pela música.

Standard

One thought on “Nikolaus Harnoncourt, um músico que fez redescobrir a paixão pela música

  1. F. Crabtree diz:

    Caro Manuel Augusto,

    So hoje vou “ouvir” o teu post. “The Independent” publica hoje um excelente obituario que podes ler on line. De qualquer modo vou enviar pelo correio para que conste do teu arquivo nao vifrtual…

    Grande abraco

    F. Crabtree

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s