Política

Mas andam a dormir, oh quê??!!

hqdefaultUma das linhas argumentativas mais desconcertantes dos defensores do candidato do PSD e do CDS à presidência da República tem sido a de que Marcelo Rebelo de Sousa está a ser alvo de ataques ao seu caráter, quando o que deveria estar em causa seriam questões de ordem política.

O próprio candidato ficou zangado por ter sido confrontado com o facto, aparentemente confirmado, de dormir pouco, esquecendo que tinha sido o próprio – ou alguém a seu mando – a usar tal caraterística pessoal, há anos atrás, como argumento valorativo da sua capacidade intelectual, pois dormir pouco permitir-lhe-ia ler mais, saber mais, ver mais. Marcelo era o homem que nunca dormia, a suprema inteligência, o homem que tudo lê e acumula sabedoria infinita. Tal asserção encontra paralelo na expressão popular que se grita aos distraídos e tontos e que, com mais ou menos variações, pode ser grafada assim: “mas andas a dormir, oh quê??!!” Mandam as regras que não se utilizem duplos pontos de interrogação, mas aqui são claramente utilizados para transmitir a ênfase colocada na expressão que compara o sono à estupidez. Portanto, Marcelo não dorme, logo é inteligentíssimo…

O desconcerto motivado pela oportunista argumentação que contesta os ataques de caráter, se é que de ataques de caráter se trata, radica na simples constatação de que o cargo de Presidente da República é um cargo unipessoal, eleito diretamente pelo voto popular e que não depende da propositura de partidos ou resulta de eleição em qualquer câmara parlamentar. Ou seja, é de esperar que quem vai exercer o mais alto cargo de magistrado da nação seja sério, não minta, não tenha, no passado, sido um delator de gente que apenas cometia o crime de pensar de forma diferente sob ditadura. E isto é uma constatação bastante simples. Assim, estranhar que se ataque Marcelo por hoje dizer o contrário do que disse ontem, revelando ser um oportunista que diz o que lhe dá jeito perante as circunstâncias apenas para ganhar (enganar os incautos) votos (até diz que é a esquerda da direita – como é se põe aqui um emoticon daqueles com um grande riso?), por ter sido um delator na PIDE, por ter inventado jantares secretos com vichissoises (embora Portas mereça sempre ser enganado) é que é verdadeiramente estranho.

Em português corrente, Marcelo é o que se pode chamar, com toda a razão, um verdadeiro troca-tintas, alguém desprovido de caráter (no sentido da coerência e da firmeza de convicções e de ser um puro oportunista). Ora, julgo que ter um presidente desprovido de caráter, um troca-tintas, é tudo o que não precisamos. Por isso, aos que ainda pensam em votar Marcelo, só lhes devemos perguntar uma coisa: “mas andam a dormir, oh quê??!!”

Standard

One thought on “Mas andam a dormir, oh quê??!!

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s