Coligação de Direita, Comunicação Social, Euro, NATO

Não discutimos…

A direita portuguesa sempre teve os seus dogmas, questões de fé sobre as quais inabaláveis certezas recaem.

Foi assim no fascismo (o Rui Ramos que perdoe a utilização do termo) com Deus, Pátria e Família.

É assim agora com Mercados, Euro e NATO.

Os valores são outros, é certo, mas a reacção pavloviana em relação a quem os questiona é a mesma.

Nenhum destes temas está sujeito a discussão, não se pode sequer ousar interrogar a forma como perante eles agimos.

Se alguém insinua a mínima dúvida sobre um destes temas, a direita instalada no poder e nas mesas daqueles que fazem opinião publicada tratam imediatamente de silenciar e ostracizar, de tratar como loucos, irresponsáveis, hereges.

A direita portuguesa sempre foi muito dada à democracia e então no momento em que a democracia ameaça, mesmo que muito levemente, interferir com os interesses de quem ela representa, perde logo a capacidade continuar a fingir, vindo à superfície o a sua verdadeira face trauliteira, prepotente, arrogante e profundamente antidemocrática.

Anúncios
Standard

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s