Política, PSD

Temos o que merecemos?

Vamos agora sabendo com mais detalhe as “aldrabices” que o Primeiro Ministro Passos Coelho fez quando era apenas o jovem deputado Pedro Passos Coelho.

Adivinha-se que já na altura lhe auguravam auspicioso futuro nas manigâncias dos meandros político-governativos. Foram regando, generosamente, a planta que prometia ser viçosa e eis que o homem chega a chefe do governo. Cento e cinquenta mil euros até nem é caro.

O jovem político esforçou-se e conseguiu lá chegar, isto enquanto nós vivíamos acima das nossas possibilidades e recusávamos a simples ideia de emigrar para arranjar o trabalho que não havia no nosso país.

Chegado à cadeira do poder, o primeiro ministro, certamente com os 150 mil da tecnoforma já gastos mais os 60 mil do subsídio de reintegração da Assembleia da República esmifrados tratou de baixar salários a funcionários públicos, cortar subsídios de desemprego, estrangular o Serviço Nacional de Saúde, aumentar o IVA e o IRS. Compreende-se: era preciso ajudar a pagar o subsídio de reintegração do deputado que era exclusivo, mas só para receber o subsídio.

E nós a viver acima das possibilidades, diz ele…

Ouço muitas vezes ouvir dizer que temos o que merecemos.

Não é verdade.

Ninguém merece isto; ninguém merece esta vigarice pegada, este desprezo com que nos tratam; estes esquemas manhosos.

Advertisements
Standard

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s