Geral, Internacional

Brutalidades

image

O corte de abastecimento de água a 11.836 clientes da EPAL em Lisboa!

Os cortes realizados em 2013 representaram um aumento de 15% relativamente ao ano anterior. A negação do acesso a um bem essencial, como a água, configura uma violação grave dos direitos humanos.

Porque deixaram aquelas pessoas de pagar a conta da água? Quando se sabe que essa é a última linha da dignidade humana.

E porque será que a tarifa social da EPAL não chega a ser utilizada por 1% dos seus  clientes?  Uma empresa que teve 40 milhões de euros de lucros no ano passado e que lida com o mais precioso líquido para a vida, bem poderia utilizar parte desses recursos para apoiar os sectores da população mais debeis e excluídos!

image

A condenação à morte de 529 apoiantes do presidente egipcio Mohamed Morsi!

A esperançosa primavera arábe desaguou no mais gelado inverno. Pelo menos no Egipto – mas não só. Mohamed Morsi foi o primeiro presidente egipcio eleito democraticamente pelo voto popular. Representou um interregno no poder autoritário militar, de várias feições, que governa este grande e milenar país africano desde a sua independencia.

Derrubado por um golpe militar, os apoiantes de Morsi mobilizaram-se massivamente para protestar e defender a legitimidade do presidente eleito.

O julgamento que condenou à morte 529 dos seus apoiantes da Irmandade Muculmana, dos quais apenas 153 se encontram sob detenção, durou dois dias!

Se a pena de morte é uma abjecção que à civilização repugna, que dizer deste superlativo exemplo do desprezo pela vida humana?

Anúncios
Standard

3 thoughts on “Brutalidades

  1. udite Castro diz:

    Questionado sobre como é que a EPAL conjuga estes cortes com o facto de o acesso à água ser considerado um direito humano essencial, salvaguardado pela ONU, José Manuel Zenha afirma que “o serviço público não é gratuito”. “A cidade está cheia de chafarizes e fontanários e ninguém morre à míngua por causa dos cortes” do abastecimento doméstico.

    Gostar

  2. Pingback: Brutalidades | O Retiro do Sossego

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s