Cultura, Literatura, Livros, música, PCP, poesia, Revolução

Ary

Fez da poesia nascida do povo, uma poesia para o povo, fugiu de herméticas e elitistas formas, cantou a Revolução e de Abril foi poeta maior, passam hoje 30 anos da morte de José Carlos Ary dos Santos.

Standard

2 thoughts on “Ary

  1. Ary usou muito o soneto, uma forma poética considerada “elitista” pela extrema dificuldade que apresenta na sua correcta e muitíssimo exigente concepção, mas soube trazê-lo para a linguagem popular e tocou o coração do povo como nenhum outro! Será sempre um dos maiores entre os maiores!

    Gostar

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s