Geral, Política

O Estado de Direito e as pizzas BPN

Image

Dia sim, dia não, os nossos governantes enchem a boca e vomitam o Estado de Direito. Com raiva gozemos com esta pandilha que nos rouba os dias e assalta as noites.

Um rapaz acusado de roubar três pizzas e mais uns acompanhamentos, no valor total de trinta e tal euros, podia ser condenado na pena de oito anos de prisão.

O bando do BPN que continua à solta e abriu as hostilidades judiciais com uma absolvição, em primeira instância, uma juíza declarou-se incompetente para julgar os administradores do BPN e SLN, em que se destacam Oliveira Costa e Dias Loureiro, remetendo o caso para o Tribunal de Comércio, como a brilhante e generosamente paga banca de advogados dos réus queria.

Aceitando que se trata de um caso comercial façam-se algumas comparações. Os contribuintes portugueses, todos nós., já fomos esportulados, para tapar o buraco do BPN, e pagámos o equivalente a 4. 429.967.426.710 pizzas, das mais caras que se podem encomendar telefonicamente, o equivale a que cada português recenseado em 2011, cada um de nós , teria o direito a receber 419.418 pizas. Pelo que comendo duas pizzas por dia , sem enjoar a ementa, ficaria alimentado durante 574,5 anos!!!

Se fizermos contas pela esperança de vida dos portugueses (INE/triénio 2006-2008) era para os homens de 75,47 e para as mulheres de 81,74 e fazendo contas pela esperança de vida das mulheres teríamos 7 (sete!!!) gerações de portugueses de barriga cheia de pizzas.Com a fome saciada os portugueses já poderiam sobreviver melhor com magras pensões e a Segurança Social refazia as contas da sustentabilidade. Uma chatice para o lambreta que ocupa o cargo de ministro que, com os cortes nas pensões mais uma mãozinha do que nos trata da saúde com as dentadas que vai dando no SNS, matam lenta e legalmente muitos portugueses pela doença e pela fome, no que são activamente ajudados pelos seus colegas governantes, empenhados em nos empobrecer, perseguindo o êxito estatístico de Portugal ser um país de sucesso, mesmo sem portugueses.

Esse regabofe do BPN está para durar, depois dessa absolvição só agora os outros crimes vão começar a ser julgados. Em 3 anos foram  ouvidas 63 das 300 testemunhas. A esta velocidade e com o nosso Estado de Direito, quem roubar uma pizza arrisca oito anos de prisão, mas continuam à solta quem roubou pizzas à tripa forra e tenha andado a encher os bolsos e os bolsos dos amigos do coração, tendo-lhes vendido raspadinhas do BPN a um euro com a garantia que estavam todas premiadas, Cavaco & familória, machetes de várias formas e feitios frequentaram com fortuna essa Casa da Sorte onde obtiveram ganhos não despiciendos e cujos desmandos andamos todos a pagar com língua de palmo.

A isto chama-se Estado de Direito. Do direito do mais forte à liberdade e de quem guito de oiro para pagar principescamente a advogados peritos nos subterrâneos da legalidade. Se calhar nem oito anos de prisão apanham! Como dizia um dos personagens de um romance de Albert Cossery que chefiava vários bandos de ladrões, quando um dos chefes de um desses grupos se orgulhava de ter encontrado um processo de roubar sem riscos, indignou-se: Nós somos  gente séria. Roubamos correndo riscos. Não somos como os bancos. Nunca cometeremos essa indignidade! A honestidade e a dignidade não é para todos, mesmo que o manto da lei lhes permita travestirem-se.

Anúncios
Standard

2 thoughts on “O Estado de Direito e as pizzas BPN

  1. Infelizmente não é só cá… Eu sei que «com o mal dos outros podemos nós bem» (ou algo assim…) mas soube aqui há dias que nos Estados Unidos há quem esteja condenado a prisão perpétua por ter roubado – repetidas vezes – coisas como uma camisola ou um automóvel…

    Gostar

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s