Geral, justiça, Política

FORA DA LEI

ImageDepois do governo estar fazer diariamente, pressões descaradas sobre o Tribunal Constitucional para que feche os olhos à lei fundamental de Portugal, agora é Bruxelas a dar uma mão aos delinquentes que nos governam, para que o Tribunal Constitucional se coloque fora da lei, chamando ao exercício do cumprimento da lei pelo TC, o curioso e imaginativo nome de activismo político.

Para uma Comissão de malta que não é eleita, que é escolhida em função da sua subserviência aos interesses do grande capital, que legisla a torto e a direito, sobre tudo e sobre nada, que se escora num Tribunal para quem a propriedade privada é o seu deus ex-machina, vir em alta grita a terreiro fazer a apologia do não cumprimento da lei, e logo a lei onde se inscreve a soberania de um país ou que ainda resta dela, é a demonstração clara, inequívoca que estamos perante um grupo de bandidos sem lei, ladrões e facínoras de alto coturno, pistoleiros mercenários do grande capital que têm assento na Comissão Europeia e suas instâncias superiores, no BM, no BCE, no FMI, nos Governos de muitos países, o nosso governo destaca-se como bom aluno e bom executante, que torna os grandes padrinhos da mafia, Corleones, Don Vittos, Al Capones e tantos outros nuns meninos de coro. Comparativamente talvez sejam mesmo merecedores de serem canonizados.

Já numa recente reunião do FMI, os grandes banqueiros e os dirigentes de instituições financeiras transnacionais e nacionais, se tinham queixado dos entraves que a democracia colocava às actividades financeiras, ao funcionamento dos mercados etc. Recorrente foi a crítica aos debates parlamentares onde se perdia muito tempo ou se podia chumbar leis mais favoráveis a eles, evidentemente. Grãos de areia na máquina do grande capital..

Com esta declaração da Comissão Europeia fica demonstrado que estamos perante uma quadrilha, disposta a tudo para defender os seus verdadeiros patrões, de que eles são uns meros peões de brega que disparam mais rápido que a própria sombra para garantirem os tachos que lhes foram oferecidos, que têm que fazer para os merecer os chorudos ordenados que auferem. Tudo gente sem escrúpulos e sangue de barata.

Gente sem dignidade nem honra, o lixo mal cheiroso e não reciclável. que enche as suas cabeças exibe-se esplendorosamente decente, tal como os libertinos definiam a decência: a forma cínica de exibir as convenções (proclamadas e assinadas ou feitas em reuniões semi-secretas, todas elas acabando, porreiro pá, em declarações orgásticas e onanistas em louvor do dinheiro roubado ou que vão roubar a todos nós) as virtudes (a desumanidade do grande capital e dos mercados que ganham rios de dinheiro sem nada produzirem) e as leis (as leis dos mais fortes que as talham à medida de uma liberdade deletéria), para melhor praticar o deboche. (continuarem a roubar sem pudor quem trabalha ou que é pequeno ou médio empresários).

Olhando para essa gente temos o dever de nos lembrar do olhar que Robespierre lançava ao pescoço de Maria Antonieta. Temos o dever de ter a honra de nos livrarmos deles, de os denunciar na praça pública como o bando de criminosos fora da lei que de facto são.

Standard

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s