Geral

Fábulas Modernas

Image

Lemos, com alguma estupefacção, na Gente do Expresso de dia 14, que o porta-voz do PS, candidato nas próximas eleições autárquicas em Setúbal, vai distribuir profusamente em Setúbal a Constituição da República como acção de campanha.

Para quem está num partido que sempre tentou subverter a Constituição da República em ardorosa parceria como o PSD, é de um enorme descaramento, andar como um menino de deus, um neo-reconvertido mórmon, distribuir o que a direcção do PS, sobretudo desde a deriva blairista dominante, está sempre a tentar subverter.

Todos sabemos que esta Constituição da República, apesar de revista pela parceria PS/PSD, e que o PCP e a CDU defendem não é a Constituição que o PS que têm continuado a tentar negociar com o PSD. De momento os ventos não estão de feição. Só isso adia essa oportunidade. Não por acaso o PS aceitou participar na rábula cavaquista do acordo supra-partidário. Vontade não lhe faltava, se faltasse não tinham andado a negociar, só por oportunismo político é que não chegaram a acordo, recusando qualquer hipótese de acordo á esquerda. O BE bem lhe estendeu a passadeira. É bom ter memória e lembrar que se o PSD ataca agora o Poder Local, no passado próximo quem o atacou foi o PS. Isso cala e esconde o João Ribeiro. Faz um muro de silêncio Aliás a especialidade dele são os muros que escondem o que ele realmente quer e  é. Azar João Ribeiro, parvos não somos todos. Para o Partido Socialista e para o João Ribeiro, seu porta-voz, vale tudo, quem o diz é a voz autorizada de um fundador do PS. Ao João Ribeiro é só ouvi-lo e ler o que escreve sem pudor e uma ruga de vergonha na cara. Aliás, ele mesmo em mangas de camisa para cartaz mostrar, não disfarça o ser muito engomadinho, muito copo de leite, muito comer sardinhas e beber coca-cola light. Em época eleitoral lá se sacrifica e vai um copo de tinto. Não faltará muito para o ver à frente de um grupo de rapaziada de cabelo rapado e a tocar tambores e a distribuírem a Constituição com capa amarela-açafrão

Distribua, distribua para as pessoas se lembrarem do que aí está escrito e que o PS sempre esqueceu e sempre revolveu de baixo para cima, como uma traça insaciável quando lhe era conveniente. Distribua para as pessoas a lerem e verem que quem tem sempre defendido a Constituição da República é o Partido Comunista Português e os seus aliados da CDU, dos ataques que lhe têm sido feitos pelos partidos do chamado arco governativo, PS, PSD e CDS tudo partidos fora da lei constitucional. Partidos que procuram retalhar a Constituição à medida dos seus interesses, que não são os dos portugueses.

Image

 

 Querida Capuchinho o que trazes dentro desse cesto? São as constituições que a avozinha me pediu para trazer!

Menina bem comportada, a avozinha gosta muito de ti e da constituição!!!

Advertisements
Standard

One thought on “Fábulas Modernas

  1. Fernanda Paixao dos Santos diz:

    ” Capuchinho, capuchino, as constituicoes sao assim a modos que bolas de Berlim? A avozinha recheou com creme pasteleiro ou doce de morango? Posso escolher?”

    Saudades de Londres

    Maria Crabtree

    Gostar

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s