Geral

Uma Guerra espreita-nos

Image

A História repete-se? Repete mas quando se repete a farsa é maior e os protagonistas avacalham-se. Lembram-se de Colin Powell no Conselho de Segurança da Onu a desdobrar mapas que provavam a existência de fábricas de armas de destruição maciça no Iraque que nunca ninguém encontrou?
Agora os protagonistas são outros a história repete-se a farsa é de muito maior dimensão e tem vindo a subir de tom à muito tempo com as mais inacreditáveis conclusões dos peritos independentes das Nações Unidas. Sucessivos massacres atribuídos às forças de Bashar el-Assad pelos governantes dos EUA, Reino Unido e França, nunca foram apoiados por esses relatórios que deixam no ar sempre a dúvida de não se poderem ser atribuídos concretamente a nenhuma das forças que se enfrentam,

Pelo contrário a insuspeitíssima Carla del Ponte denunciou estupefacta o uso de gás sarin pelos rebeldes. todos fizeram orelhas moucas. Agora nem esperam pelo relatório dos peritos que ainda por cima são da sua confiança.

O uso de armas químicas só se justificaria se as forças governamentai sírias estivessem em situação desesperada. Pelo contrário têm registado sucessivas vitórias no terreno sobre os chamados rebeldes. Os governantes ocidentais sabem isso perfeitamente mas nada pior que uma super potência militar ser uma potência económica na decadência. Já por várias vezes aqui chamámos a atenção para essa situação e para as guerras ajudarem a superar crises económicas como sucedeu com a II Grande Guerra que acabou por dar hegemonia económica e militar aos EUA fazendo-os a sair da crise económica de 1929, que teve o seu pico em 1932. Em relação à Síria, e para que não haja dúvidas o regime de Bashar el-Assad é uma ditadura impiedosa à imagem dos outros ditadores amigos dos norte-americanos. A intoxicação organizada pelos meios de comunicação social não tem tido limites nem fronteiras. A mentira impera e quando há desmentido ninguém os ouve. Até fotografias de massacres no Iraque foram apresentadas como tendo sido feitas pelo regime sírio. O fotógrafo autor da fotografia indignou-se. Desmentiu a patranha! Ouviram-no? Viram-no?

Estamos à beira de um conflito de proporções incalculáveis. Sabendo-se, como todo o mundo sabe, que na região existe uma forte potência nuclear: Israel.

Esperemos que haja uma réstea de bom senso nos “heróicos” defensores da democracia e dos civis. Isto pode soar a ironia mas não é! É um forte sinal de preocupação.

Standard

2 thoughts on “Uma Guerra espreita-nos

  1. Fernanda Paixao dos Santos diz:

    Boa noite Manuel Augusto,

    So dois comentarios no dia de hoje:

    Robert Fisk tem vindo a publicar comentarios no “The Independent” e creio que tambem no “Publico” muito certeiros e no alvo.

    Acabo de assistir a um programa na BBC2 sobre Martin Luther King (50 anos, ja!) e a “March for Jobs and Freedom”.

    Nos tempos que correm e facilimo aceder a tudo isto.

    “Good night and good luck”

    Abraco de Londres

    Fernanda dos Santos

    Gostar

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s