Cultura, Geral, música

Quando Bach Canta a Morte

A cantata  Ich habe genug , em tradução muito livre quererá dizer “para mim é suficiente” ou “para mim, basta” ou ainda “para mim já chega”, é uma das cantatas mais conhecidas e celebrizadas de J.S.Bach. Uma extraordinária cantata em que a música, de forma comovente,  acentua o ar de cansaço, de lassidão com a vida que prepara a aceitação bemvida, quase alegre da morte. Quase quando a vida deixa de ser uma dádiva e a morte é recebida quase como uma bem venturança. Numa antecipação quase vivaz da morte depois da vida ter perdido sentido e em que o sentido da vida é o de aceitar quase exuberantemente a morte. O que J.S. Bach torna bem visível na linha melódica final em que a palavra Freuden (alegria) é apoiada por um canto do oboé muito ornamentado.

A cantata Ich habe genug, sendo uma das mais celebrizadas de J.S.Bach, era uma das suas preferidas, como se pode inferir das inúmeras vezes a  que a ela recorreu, nomeadamente em “Schulmmert ein the matten Augen” numa versão para soprano, flauta e oboé na compilação de músicas, “Pequeno Livro de Cravo para Ana Madalena Bach” (ouçam-na na voz de Elly Ameling com Gustav Leonhardt,cravo,Johanne Koch, viola de gamba, Angelica May, violoncelo, Rudolf Ewerhart,positivo/ não encontrei no You Tube) que dedicou à sua segunda mulher Ana Madalena.

Registe-se que no catálogo BMW de obras de J.S.Bach, com mais de mil entradas, esta cantata tem o número 82, o que mais evidencia a enorme genialidade deste músico Ouçamos esta cantata numa interpretação excepcional de Hans Hotter, um barítono-baixo bem conhecido de outras interpretações extraordinárias, como um Winterreise de Schubert que faz dessa viagem solitária a mais negra de sempre ou um Wotan, do Anel dos Nibelungos de Wagner que é quase inultrapassável.


Anúncios
Standard

One thought on “Quando Bach Canta a Morte

  1. Fernanda Paixao dos Santos diz:

    Bom dia Manuel,

    Aqui em Londres e como se fosse domingo, por ser feriado. Obrigada por esta prenda matinal. Bem sabes como esta cantata de Bach me e cara e diria mais, a minha preferida. Hans Hotter e um interprete fantastico e incontornavel. Quanto a Winterreise a minha fidelidade continua com Fisher Diskau, que hei-de fazer?

    Vou as 4 horas para a etape final do “Anel”. Gwyneth Jones esteve presente durante os ultimos 3 dias, com casa nao esgotada mas publico fiel, grupos etarios de 60-80 e jovens 20-30. Logo te darei noticias, eu amigo.

    Saudades de Londres

    Maria Crabtree

    Gostar

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s