economia, Geral, Política

Le Grand Guignol Coelho/Portas

ImageEste governo, não governa. É uma quadrilha de vigaristas e assaltantes. que chegou ao governo aldrabando os portugueses que acreditaram nas suas falas mansas e mentirosas. Prometeram competência e rigor. O que se vê a olho nu, sem grande dificuldade, é falharem todas as metas económicas que anunciaram. Todas sucessivamente desmentidas pela realidade. Juraram a pés juntos que iriam melhorar e tornar mais eficaz o Estado Social, têm-no destruído rapidamente, violando, as garantias mais elementares da protecção social e do serviço público aos cidadãos. A transparência e isenção que tanto apregoavam é uma comédia mal representada para garantir escuríssimos interesses, os dos mesmos, na gestão das privatizações, na atribuição de contractos públicos, na liquidação do cancro do BPN, um buraco que parece não ter fim. Cada vez que anunciavam mais austeridade era sempre para acabar depois de amanhã. Depois de amanhã o que acontecia eram mais medidas de austeridade. A economia que supostamente se iria regenerar, afunda-se mais e mais. O desemprego continua crescer sem parar. A educação e a qualificação profissional a degradarem-se. O Serviço Nacional de Saúde a ser destruído. Todos os dias mais portugueses atirados para a miséria. A partir de certa idade, cada vez mais reduzida, ficam condenados a morrer por falta de cuidados de saúde enquanto a idade da reforma vai subindo.

Nada do que prometeram, que têm continuado a prometer, é cumprido enquanto os cidadãos são roubados no dinheiro que cada vez em menor quantidade chega aos seus bolsos, os seus direitos constitucionais são rasgados e sofrem um confisco directo, abusivo através dos impostos, das taxas moderadoras escandalosas na Saúde e na Educação e rendas igualmente escandalosas nos fornecimentos de energia e serviços públicos.

A única coisa que melhorou foi o número rasca do Mau-Ladrão, Passos Coelho e do Bom-Ladrão, Paulo Portas. Roubam os dois com igual ferocidade e com o mesmo objectivo. Um rouba à bruta, quase sem explicações. O outro rouba o mesmo mas explica como vai roubar. Dá-me a bolsa ou a vida, grita um. Vou-lhe pedir a Bolsa, se não me der fica sem a vida, diz o outro. É a variante do Pide-bom e do Pide-mau que todos os que passaram pelas prisões do fascismo bem conhecem. Ambos ferozes os estilos é que são diferentes.

Conta esse bando de energúmenos com a cumplicidade de um Presidente da República que não cumpre a Constituição que jurou cumprir. Este governo mentindo como mentiu para chegar ao poder, e depois sendo completamente ineficaz, falhando todas as metas que ele mesmo propõe, mesmo as que vão contra todas as suas promessas com que obteve os votos, é um governo ilegítimo e incompetente, pelo que um Chefe de Estado, partidariamente isento, em qualquer regime democrático já teria exercido a sua prerrogativa constitucional de demitir o governo e promover eleições.

DIZER GOVERNO RUA JÁ! É UMA EXIGÊNCIA DEMOCRÁTICA!

Standard

3 thoughts on “Le Grand Guignol Coelho/Portas

  1. J. E. Coutinho Duarte diz:

    Que fique bem assente: eles não são incompetentes! Sabem bem o que andam a fazer. O Gaspar dos ajustes sabe que mente e sabe que as previsões estão completamente enviesadas. Espera que depois da destruição-encomendada- lhe fique algum lugar no FMI, BCE, Goldman Sachs, ou outro qualquer bom tacho. O Passos Parvelho, com aquela densidade cultural e intelectual que se lhe conhece pode aspirar a amanuense numa chafarica qualquer. O pobre homem do Álvaro S. Pereira, coitado, só falta fazerem-lhe xi-xi em cima, volta para os esquimós a “ensinar” economia. O Aguiar Branco vai limpar latrinas para qualquer quartel, e de cabelo rapadinho que deve ser a única coisa que o preocupa deveras.
    Quanto ao cobra cuspideira, temporariamente em Belém, enfia-se na “coelha” com um valente pontapé no traseiro. Escroques e chulos. Até quando?

    Gostar

  2. Maria Margarida Morais diz:

    O que se está a passar em Portugal, particularmente, digo eu e na Europa é um autêntico genocídio “soft” talvez pior do que aqueles que a História “recente” dos Países já nos mostrou.

    Gostar

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s