Cultura, Geral

O concertino dos Concertos de Violino de Chopin

ImageO novo Secretário de Estado da Cultura, depois de ter anunciado para a cultura um novo paradigma que ninguém provavelmente nem sequer ele próprio sabe qual é, veio fazer pública demonstração da sua abrangente cultura.

Não resistindo a dar prova de vida, fez publicar nota necrológica na morte de António Pardal Monteiro elogiando a sua obra arquitectónica. Só que o desastre cultural que o novo paradigma anuncia estende-se aos saberes e conhecimentos de Jorge Barreto Xavier. No texto atribui-se a António Pardal Monteiro, o projecto da Biblioteca Nacional, obra do seu tio Porfírio Pardal Monteiro, um dos grandes arquitectos do Estado Novo, muito apoiado por Duarte Pacheco. Obra impossível de ser projecto de António Pardal Monteiro que é autor das duas enormes torres de vidro que irrompem do edifício original do Instituto Superior Técnico e que devem ter feito o seu tio, autor do projecto original, dar várias voltas no túmulo.

Coisas que escapam entre as pregas de cultura do Sua Excelência o Secretário de Estado da Cultura. Valeu a pena sentar-se persistentemente à porta do primeiro-ministro, de se por em bicos dos pés sempre que via passar um relvas qualquer, para ver se se lembravam dele. Mal se viu sentado no cadeiral do governo,  garantiu a celebridade.

Santana Lopes, estás perdoado! Jorge Barreto Xavier agarrou o arco do violino concertino dos Concertos de Violino de Chopin.

Anúncios
Standard

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s