Geral

Sonhos que me tiram o sono

“Hoje tenho a cabeça na lua e os pés na terra”… e sonho acordado, com frequência – como fazem as crianças, de um modo pouco racional, intuitivo, sem que para tanto necessitem de ter ou de dar uma qualquer justificação -, com realidades improváveis, das quais nunca me canso, só exequíveis em mentes “delirantes”.

Também as crianças são assim e eu gosto de ser como elas. “A superioridade do sonhador consiste em que sonhar é muito mais prático que viver”.

Sonhar, a espaços, é uma mais-valia para quem saboreia estes estados de alma maravilhosos, singulares, mesmo que por breves instantes, de evasão ao mundo real, capazes de nos transportar para esse mundo mágico da fantasia e do imaginário, desconhecido por muitos, reprimido por outros, por vergonha (quem sabe?), e no entanto tão bonito… por ser simples, por ser humano, por ser nosso… e de mais ninguém.

De que falo? Dos sonhos que me tiram o sono. Falo de sensibilidade, falo do riso e do choro, do se ser solidário, da qualidade dos sentidos e do seu grau de exigência, da descoberta do belo, da inocência pura, do amor verdadeiro, da paz, de sentimentos múltiplos que só o Homem tem, porque lhe são imanentes e inatos… mas quantas vezes estão adormecidos.

E são muitas as razões que explicam o estado de descuido e de desprezo a que os votámos; porque têm estado ocultos, raras são as vezes que os compartilhamos, muitos foram os momentos em que os ignorámos (fingimos não ver, não ouvir, não saber) – porque podem não ser próprios de gente que se quer “forte”, “determinada”, “segura” -, como se de uma doença má se tratasse.

Por mim, o que quero é estar doente, com “doenças” assim, iguais às das crianças, que não causam nem dor nem sofrimento, antes pelo contrário; se alguém se rir, não faz mal…

Eu sou feliz desta maneira, como feliz é a criança que corre, vezes sem conta, atrás dos bandos de pássaros na esperança de os apanhar.

“O homem é do tamanho do seu sonho”.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Nota: O mundo, por enquanto, é dos insensíveis, dos desumanos! Não sei se estou errado.

Advertisements
Standard

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s