Política, saúde

O SNS está em perigo de morte

                                                                Governo prepara-se para desencadear a destruição total do SNS!

Estamos perante o mais violento ataque com vista à integral destruição do SNS e do direito constitucional à saúde que alguma vez um governo ousou desencadear.

Contudo, o Ministro da Saúde está muito nervoso, diria mesmo, desesperado!

Só o desespero faria um ministro recorrer à campanha mediática mais virulenta a que se assistiu até hoje contra os médicos.

Visando uma clara instrumentalização dos portugueses, os órgãos de comunicação social dispararam uma escabrosa campanha que mal consegue esconder a verdade que está por detrás dela: o receio da greve anunciada pelos dois Sindicatos Médicos a que dá total apoio a Ordem dos Médicos. É a primeira vez que estas três instituições se unem o que nos mostra bem a gravidade da situação.

Até mesmo Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que:

“Tenho a sensação de que estas notícias vão e vêm conforme convém ao Governo”, afirmou o ex-presidente do PSD, quando instigado a comentar as notícias sobre os médicos, em Guimarães, à margem de uma conferência dedicada à Capital Europeia da Cultura.

E ainda: “É a repetição de uma notícia já antiga. Já se tinha falado numa fraude, envolvendo sempre o problema da prescrição de medicamentos, locais de venda dos medicamentos, farmácias, já se tinha falado disso há uns tempos”, recordou.

Pois, a questão de fundo é a decisão conjunta que une todos os médicos perante as tentativas mais ou menos encapotadas de destruição do SNS, reduzindo-o a um serviço para pobres, desqualificado, desintegrado e sem recursos materiais e humanos ou limitando-os a mínimos incapazes de dar respostas adequadas às necessidades dos utentes.

A destruição das Carreiras Médicas é um dos mais sonhados objectivos do Ministro, porque essa carreira(admirada pelos médicos europeus) tem sido um obstáculo muito poderoso contra a destruição do SNS.

Os médicos  reconhecem-lhe o valor pela sua estruturação, pela formação continuada que permite, pela forte ligação organizacional que estimula e que tornou possível os avanços que o País obteve em 30 anos, mesmo com o subfinanciamento crónico do SNS por todos os governos que passaram por aqui. Esses avanços foram obtidos com custos reduzidos quando comparados com o que outros países da Europa gastam na Saúde.

O Internato Médico que é, digamos, o primeiro elo das Carreiras Médicas tem sido também admirado lá fora, de tal forma que tem havido responsáveis pelos serviços de saúde de vários países que vieram observar o seu funcionamento para o poderem aplicar.

A destruição das Carreiras Médicas será muito gravosa para os utentes do SNS, seja a nível hospitalar seja a nível dos cuidados primários de saúde.

E uma vez destruído este Serviço, teremos a privada com as mãos livres para ter aquilo que é o seu fim essencial: o Lucro, com os cuidados a decaírem em qualidade e a tornarem-se mais caros.

Como disse a administradora da BES Saúde, melhor negócio que o da Saúde, só o das armas.

Que ninguém se iluda, mesmo os que julgam estar protegidos por seguros-saúde! Ou mesmo da ADSE!

Advertisements
Standard

One thought on “O SNS está em perigo de morte

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s