Geral

Casa Pia – Sentença Adiada/Instituição Corroída

Dura há mais de cinco anos mas, mais uma vez, a leitura da sentença foi adiada.
Protestos de todos os lados, bem sonoros os de advogados que usaram todo o arsenal jurídico à sua disposição para arrastarem o julgamento até às calendas.
No meio da vozearia, enquanto Carlos Cruz se desdobra em coisas insensatas como a de abrir um site para ser julgado pela vox populi e aproveitar o adiamento para aparecer na televisão a dizer que sente (sublinhe-se o sente) que um dos juízes tem um preconceito contra ele, clara tentativa de criar mau estar no colectivo que está a elaborar o acordão, mestre Américo surge, com a autoridade que se lhe reconhece, a dizer coisas sensatas com a serenidade de as ter vivido e ser o primeiro a denunciar
.
Vale a pena ler o que disse e que se transcreve de uma notícia do Público:
“Há entraves enormes à investigação e à instrução de um processo como este”, sublinhando que não culpa “nem a Polícia Judiciária, nem o Mistério Público, nem a instrução”.

“São muros que se criam que, às vezes, por mais que as pessoas os queiram derrubar, são impossíveis de derrubar”, disse, referindo-se a “outras formas de poderes, instituídos na sociedade portuguesa e não só, que criam verdadeiras barreiras à investigação de processos como este”.

Segundo mestre Américo, “não foi só o poder político actual”, pois “há muitos outros poderes – políticos ou não – que se levantaram e actuaram para proteger os seus membros”.

Questionado sobre se a maçonaria foi um desses poderes, mestre Américo disse: “É esse tipo de poderes. Não é só a maçonaria. Há outros”.

A poucos dias da leitura da sentença do caso Casa Pia, marcada para 05 de Agosto, (ainda não sabia que seria adiada para 3 de Setembro) mestre Américo vive “grande ansiedade” e é por isso que não estará presente no tribunal.

“A ansiedade é tal que prefiro estar sossegado no meu lar e seguir estes trâmites finais do processo que, contudo, não irá terminar aqui”, disse.

Apesar de achar que muitos culpados ficaram “de fora”, espera justiça, embora acredite que esta nunca será suficiente para as vítimas: “Não há justiça possível para o que sofreram e o que foram obrigadas a reviver”

A ansiedade de mestre Américo vai prolongar-se, provavelmente sem grandes esperanças na justiça, ao olhar para os últimos julgamentos mais mediáticos que ficaram em águas de bacalhau.

Nessa entrevista afirma, com o indiscutível saber técnico-profissional com que preparou inúmeros jovens procurados para trabalhar nas empresas de relojoaria do mundo, que, na sequência do escândalo da pedofilia, a reestruturação da Casa Pia seguiu o modelo geral. Para mestre Américo, é “um plano de estudos muito incipiente, do ponto de vista da valia das competências técnicas e profissionais, que os alunos da Casa Pia podiam antes adquirir e agora não podem, até porque não têm tempo para isso”.
O mestre receia que os alunos da Casa Pia – que “hoje já não têm de maneira nenhuma a formação técnica que antes tinham” – comecem a não ser aceites no mercado de trabalho.

“A formação (técnica) sempre foi o baluarte da Casa Pia de Lisboa. Hoje, acabou, foi arrasada”

O que tornava a Casa Pia uma instituição que se distinguia pela preparação técnica que, em várias áreas, proporcionava aos seus alunos é um capital que está a ser gravemente corroído. Esse é um crime, tão grave como os da pedofilia, que nunca será julgado.Mais uma iniciativa da celebrada cientista (esta é uma graçola para um intervalo de sonoras gargalhadas *) Maria de Lurdes Rodrigues entre muitos outros que a arrogância de que é possuída transforma em grandes feitos!

(*) para quem tiver tempo a perder e se queira rir um pouco mais, também muito eficaz contra insónias, ler “Sociedade, Valores Culturais e Desenvolvimento” em que o que não são lugares comuns ou coisas que já se leram e releram em muitos outros lados é para deitar para o lixo. Um paradigma de como se constroem alguns currícula..

Standard

One thought on “Casa Pia – Sentença Adiada/Instituição Corroída

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s