Política

um arco-iris no freeport

A comoção assalta o país ao ouvir a declaração do 1º ministro, agora que o chamado caso Freeport acaba, como se esperava em nada ou quase nada.

Comoção que se sublinha quando o 1º ministro invoca os altos padrões pelos quais sempre se regeu o Ministério do Ambiente que então tutelava.

Altos padrões que, por exemplo,  viabilizaram o projecto do Vale da Rosa, em Setúbal, na base da imprescindível utilidade pública de um estádio de futebol. Ele nem pestaneja! São os mesmos altos padrões que estão impressos nos projectos de arquitectura de que orgulhosamente assumiu a paternidade e que são do mais elevado gosto pimba que assola o país e, pelos vistos, a cabeça criadora do 1º ministro.

O nosso 1º ministro, depois de seis anos de suspeições, deveria ter feito outro discurso, mais assertivo. Os seus assessores se tivessem outro gabarito, deveriam ter bebido noutras fontes para que, embora sem atacar a justiça, pusessem em causa o estado ético da nação. Poderia ter baseado o seu discurso no de alguém que, também perseguido pela justiça, assim se lamentava:

“Hoje em dia, as pessoas já não respeitam nada. Dantes, punham-se num pedestal a virtude, a honra, a verdade e a lei. A corrupção campeia na vida americana dos nossos dias. Onde não se obedece à lei, a corrupção é a única lei. A corrupção está a minar este país. A virtude, a honra e a lei esfumaram-se das nossas vidas.”

O nosso 1º ministro bem pode subscrever este sentido desabafo, depois de, durante seis anos, ter vivido entre as labaredas ateadas por todos os que o atacaram, até ver a virtude, a honra e a lei vingarem. Ele, como o autor desse lamento feito alguns dias antes de ser preso por fuga ao fisco depois de ser repetidamente ilibado dos outros crimes, confia na lei.

Advinham quem, em declarações feitas a 17 de Outubro de 1931 à revista Liberty, estava tão preocupado com a honra, a verdade, a lei, sobre o estado moral da sua pátria os EUA? Abram o link. Um exemplo do valor das palavras!!!

Standard

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s