Política

Trezentos mil

Do Marquês aos Restauradores, foram trezentos mil a encher a Avenida da Liberdade. Para quê? Porque é na rua, com a luta, que se muda, que se protesta contra a injustiça. Hoje, dia 29 de Maio de Maio, assistimos a uma das maiores jornadas de luta de que há memória. Não venham agora com conversas salazarentas de que a manif prejudica a nossa imagem internacional. Desde quando é que a livre expressão do direito à indignação (onde é que eu já puvi falar disto…) prejudica a nossa imagem internacional? O pior foi ver e ouvir aquela espécie de “sindicalista” de nome Proença alinhar nesta tese. Até o Torres Couto — o Torres Couto, pá! — se sentiu envergonhado e veio à TVI dizer que era fundamental que a UGT estivesse ao lado da CGTP.

Trezentos mil! Não se esqueçam!

Standard

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s