Geral

Relembrar os baluartes de Setúbal

Se foi com satisfação que a maioria dos setubalenses viu (ou aguarda ver) resolvido o futuro do antigo quartel do RI 11 (baluarte da Conceição), o mesmo não podemos dizer do estado de degradação que deixámos abater-se sobre uma importante parte do nosso património edificado. São muitas décadas de abandono.

Olhemos para a nossa muralha seiscentista, um conjunto de 13 baluartes construído na sequência da restauração da independência e das necessidades defensivas de então. Uma área que se estende sensivelmente da Rua Camilo Castelo Branco, a nascente, ao eixo Palhavã/convento de São Francisco, a poente. O que atesta a dimensão e importância da Setúbal dessa época.

Restam dessa muralha quase todos os seus imponentes baluartes. Mais expostos e visíveis (Conceição/antigo Quartel do RI 11, Livramento ou Saúde) ou mais escondidos (Santo António ou São João), quase todos muito mal tratados e esquecidos, engolidos pela voragem do crescimento urbano. Agredidos mesmo, atente-se no baluarte do Livramento, ali bem frente ao Clube Naval Setubalense, em local de grande visibilidade e circulação de público. Sobre ele já funcionaram fábricas e vêm-se portões que já o foram, cercas e vedações. Uma utilização do espaço a carecer de ordenamento. Enfim, uma coisa de que certamente não nos podemos orgulhar.

À preocupação com o centro histórico – o gabinete municipal dos centros históricos produziu recentemente um útil Manual de Boas Práticas no Património Histórico – deverá juntar-se uma especial atenção a estas antigas edificações militares. Porque são património, porque são um testemunho do passado e porque certamente são uma mais valia na afirmação cultural e turística de Setúbal. Sabemos estar em curso o seu processo de classificação, um passo fundamental. Mas é preciso recuperar o que pode ainda ser recuperado – e há muito que o pode ser.

Standard

6 thoughts on “Relembrar os baluartes de Setúbal

  1. Bruno Florindo diz:

    Já não vivo em Setúbal desde 1995 mas sempre me interessei pela história da minha cidade. Na net encontra-se muito pouco sobre o Baluarte do Livramento e o Forte da Estrela, e as gravuras da época não parecem mostrar como eram originalmente. Gostava imenso de saber se existe algum local em Setúbal onde talvez possam existir documentos ou quadros ou algo mais que se possa partilhar na net.

    Gostar

  2. Bruno Florindo diz:

    Estou a ler com grande interesse este trabalho de pesquisa. Vi que mencionaram as ruinas do forte no Bairro do Viso mas nada sobre o forte da Estrela. Gostaria que nos dissessem, se possivel, em que ano o forte da Estrela foi derrubado e por que motivo. Tambem gostaria que a planta da “villa de setubal” de 1816 que compartilharam estivesse disponivel com mais resolução, de maneira que se pudesse apreciar o mapa com mais detalhe e se pudesse ler a descrição de cada lugar importante. Obrigado.

    Gostar

  3. Pingback: Recordar os baluartes de Setúbal (V) Santo Amaro « Praça do Bocage

  4. Pingback: A propósito das Jornadas Europeias de Património « Praça do Bocage

  5. Pingback: Recordar os baluartes de Setúbal (III) Santo António « Praça do Bocage

  6. Fonecas diz:

    É de facto vergonhosa a situação a que se deixou chegar este património valiosíssimo nao só em termos arquitectónicos mas a nível histórico. O ‘boom’ da construção civil aliado à incompetência das autarquias face a situações deste género, levaram a que se gerasse e medrasse um completo desdém e desprezo por aquilo que é nosso, de todos os setubalenses.

    TRISTE PAÍS!!

    Gostar

Comente aqui. Os comentários são moderados por opção dos editores do blogue.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s